20 formas de se conversar com uma criança

janeiro 23rd, 2015 André Fantin

Você que é pai, mãe, tio, tia ou simplesmente convive com uma criança já deve ter percebido como é difícil iniciar uma conversa com os pequenos. Não é só pela diferença de gerações que as crianças não nos dão muita bola. A nossa incapacidade de dialogar com eles é exclusivamente nossa culpa.

Enquanto adultos, estamos acostumados a ter diálogos diretos com outros adultos e, dependendo da pergunta, um diálogo direto com uma criança nem sempre é bem recebido. Aquela simples pergunta “como foi na escola hoje?” que utilizamos praticamente como um protocolo social para demonstrar interesse em ouvir a criança sempre rende um quase inaudível “foi legal”. E como bons adultos que somos, sempre acreditamos que a criança é tímida ou tem dificuldade de se expressar, como se o problema estivesse na resposta e não na pergunta.

Lembro de ser criança e ouvir de diferentes pessoas as mesmas ladainhas, “nossa, como você cresceu”. Como se o fato de passarmos dois anos sem nos vermos fosse incapaz de mudar alguma coisa em um ser humano em pleno desenvolvimento físico.

Claro que estes dois exemplos são apenas 1 dentro mil. Hoje, eu enxergo crianças como verdadeiros mini-adultos em toda sua complexidade de sentimentos. Variam os assuntos, claro, mas o interesse por eles e a disposição para conversar sobre o que consideram importantes são as mesmas das nossas.

Se “foi legal” fosse algum reflexo de falta de personalidade da criança, elas não conversariam entre si, não é verdade?

Então, senhores adultos, tratem de saber como despertar o verdadeiro diálogo com uma criança. Abaixo, segue uma lista criada pelo UoD como alternativa para a pergunta mais chata de todas: Como foi na escola hoje?

#1.  Qual foi a coisa mais legal* que aconteceu hoje na escola? (*bizarra, *chata, *barulhenta, *etc)

#2.  Conta aí uma coisa que fez você dar risada hoje.

#3.  Se você pudesse escolher, quem você colocava sentado ao seu lado? Por que? (ou jamais colocaria do seu lado?)

#4.  Qual é o lugar mais descolado da escola?

#5.  Qual foi a maior absurdíce que você ouviu alguém falando hoje? (sim, pode inventar umas palavras)

#6.  Se eu encontrasse com a sua professora no supermercado e perguntasse sobre você, o que será que ela ia dizer?

#7.  Você ajudou alguém hoje?

#8.  Se a gente fosse fazer um video dos Vingadores na sua classe, quem a gente colocava como o Hulk? (e vai mudando o personagem)

#9.  Me ensina alguma coisa que te ensinaram hoje? ( e vai dando de burrão, vai falando “como assim?”, “que demais! Me explica melhor vai”, etc)

(essa sempre foi minha preferida. Acho que até hoje meu filho me acha o maior ignorante do mundo)

#10.  Qual foi a parte mais bacana do dia, que você ficou mais feliz?

#11.  Teve alguma hora que você virou uma gelatina de tanto tédio?

#12.  Se aparecesse um disco voador para sequestrar alguém, pra quem você apontava?

#13.  Com quem você gostaria de brincar no recreio mas nunca brincou?

#14.  Me conta uma coisa bem bem boa que aconteceu hoje.

#15.  Qual você acha que é a palavra preferida da sua professora? Uma que ela vive falando?

#16.  Se você ganhasse a escola de presente e virasse o dono de tudo, o que você faria?

#17.  E o que você ia cancelar do que tem hoje? tem alguma coisa?

#18.  Quem é a pessoa mais engraçada da sua classe? Me conta uma palhaçada que ela fez hoje.

#19. Se você fosse convidado para ser o professor amanhã, durante o dia inteiro, o que você faria?

#20. De todos os que estão lá dentro do seu estojo, quem é que trabalha mais? Por quê?

 

Postado por André

Jobs que são de F*#&® | Isobar cria filme para Escola Cuca

janeiro 22nd, 2015 André Fantin

Cuca é uma escola para criativos com aulas ministradas por grandes criativos. Tive a oportunidade de fazer o curso online com o Estevão Queiroga e foi do ca®****. Mesmo.

Trabalhando em criação, já estamos acostumados a ser empalados todos os dias por aqueles trabalhos que mais ninguém quer fazer e como você chegou atrasado na reunião de pauta, sobrou pra ti aquele belo job de cliente chato e sem verba. Te vira, mano.

Com muito bom humor, a Isobar criou o novo filme para a Cuca escrachando o assunto. Jobs que são de foder. No bom português. O filme mostra as diferentes picas que passam por uma agência de publicidade. Não poderia ser mais real. Assista ao filme e vá se foder. Digo, vá fazer seu job.

Imagem de Amostra do You Tube

Postado por André

A vida secreta e solitária dos super-heróis

janeiro 22nd, 2015 André Fantin

Imagine. Você tem super-poderes e entre um vilão e outro, muito tempo livre. O que fazer quando se pode voar, saltar, correr, pegar uma nave e sobrevoar as nuvens… tudo isso sem o incômodo do cansaço. Tantos lugares inóspitos e inusitados a se visitar. Por onde começaria?

O artista Benoit Lapray inseriu os heróis em cenários muito distantes da civilização e da penca de gente que eles precisam salvar para ilustrar esse ponto de vista. Intitulada The quest for the absolute (A busca pelo absoluto, em tradução livre), as fotos mostram Superman, Batman, Homem Aranha, Mulher Maravilha, Hulk, Surfista Prateado, Flash, Wolverine e Homem de Ferro contemplando o mundo que eles já salvaram diversas vezes.

 

Postado por André via Designboom

Garoto de nove anos explica o universo

janeiro 20th, 2015 André Fantin
Imagem de Amostra do You Tube

Aparentemente, houve um gap na minha vida em 2012 que me fez perder o vídeo desse garoto de apenas nove anos explicando a vida. Não encontrei informações precisas sobre quem ele é e o que está fazendo hoje. Mas, com pouca idade ele traduziu conceitos complicados em coisas muito simples.

O vídeo possui áudio e legenda em inglês e sei que pode complicar um pouco, mas, em linhas gerais, ele faz comparações interessantes para explicar o universo. “Nós somos como as formigas neste pátio. Este pátio é tudo o que elas podem ver e elas ficam andando por aí sem saber que existem outros pátios com milhares de outras formigas”, esclarece sobre a vida em outros planetas. “Quando começamos a olhar para cima, percebemos que existiam outros planetas. Talvez uma dia eles (seres de outros planetas) consigam vir até a gente. Talvez não. Não existe nada que prove que não há outras vidas no universo. Nós somos a prova de que pode haver”.

Em outra explicação sobre o sentido da vida, o garoto resume bem: “Cada um dá sentido à própria vida. Você faz da sua o que quiser. Eu não sei se existe destino. Talvez exista, mas acho que você pode mudá-lo. Ou posso estar errado e a vida é como uma peça de teatro em que estamos todos atuando”.

O vídeo foi postado em 2012 e tem mais de 3 milhões de views. Acho que foi ofuscado por Gangnam Style.

 

Postado por André