Famous Chunkies de Alex Solis

novembro 14th, 2014 André Fantin

Já imaginou seus personagens favoritos acima do peso? Vilões e mocinhos em paz com a balança e as altas taxas de triglicerídeos. Alex Solis retrata a gula dos famosos de ficções em ilustrações perfeitas.

fc_spiderman_905fc_sailormoon_905 fc_super_905 Read the rest of this entry »

As criaturas mágicas de Harry Potter em art concept

novembro 12th, 2014 André Fantin

Harry-Potter-Creature-Vault-Pictures

Sete anos após a publicação do último livro, Harry Potter continua sendo uma máquina de fazer dinheiro. A Warner acaba de publicar um livro chamado Harry Potter the Creature Vault, ainda sem tradução para o português. Mas, imagino que seria algo como A caixa-forte das criaturas. Qualquer coisa do gênero.

O livro reúne vários art concepts criados para as produções do cinema. Confira.

Buckbeak

Bicuço

Swarm-Inferii

Inferis

Thestral

Testrália

Dementors

Dementador

Dementor

Dementador

Aragog-1

Aragogue

Aragog

Aragogue

Fenrir-Greyback

Fenrir Greyback

Merpeople

Sereianos

Nagini

Nagini

Peter-Pettigrew

Pedro Pettigrew

Kreacher-House-Elf

Kreacher (Monstro)

Arnold-Pygmy-Puff

Puff (bicho de estimação da Gina)

Hungarian-Horntail

Rabo Córneo Húngaro

Hungarian-Horntail-1

Rabo Córneo Húngaro

Grindylow

Grindylow

 

Postado por André

Julien Blanc, you shall not pass!

novembro 11th, 2014 André Fantin

SHALL NOT PASS

Uma petição circula pela internet exigindo a não liberação de visto para o americano Julien Blanc, que ministra cursos de “como pegar mulher”. Um evento no Facebook explica a situação, o texto abaixo é uma reprodução do que está sendo divulgado.

Julien Blanc é um “profissional” que “ensina” homens a “pegar” mulheres, dando conferências. Ele é conhecido por “ensinar” táticas como: ignorar quando mulheres dizem não, fazer ofensas racistas, atacar a autoestima das mulheres e a “tática” de chegar sufocando mulheres em bares, com as mãos ao redor do pescoço, como mostrado nas fotos que voce pode acessar em diversos sites.

Por sua exaltação à cultura do estupro, ao crime de agressão e racismo, e profundo desrespeito pelas mulheres, pessoas se mobilizaram e Julien Blanc teve seu visto cancelado na Austrália, Reino Unido e eventos cancelados em vários países.

Foi uma vitória para as mulheres destes países. E nós mulheres brasileiras não queremos este homem aqui no nosso país para disseminar ainda mais a violência contra a mulher, uma luta de séculos que vem sido galgada a base de muita garra, É UMA LUTA DIÁRIA, e precisamos nos unir mais uma vez, TER VOZ E DIZER NÃO. O NÃO que muitas vezes custam milhares de vidas todos os dias, pois a mulher silenciada, tem sua vida levada pelo ralo. É o Não que poderá salvar muitas outras se conseguirmos isso.

Esse homem é um criminoso, doente e que vem pro nosso país só ganhar dinheiro ensinando aos homens a estuprarem, a violentarem as mulheres. NÓS NUNCA PRECISAMOS DISSO. ISSO TEM QUE ACABAR.

No entanto, ao que parece, a agenda oficial diz que ele estaria vindo para o Brasil para dar “palestras” onde ensina suas “táticas”:

Nos dias 22 a 24 em Florianópolis
Nos dias 29 a 31 de janeiro no Rio de Janeiro

Meninas destas cidades e de todo o Brasil, vamos deixar isso acontecer?
Sabem onde estes eventos ocorrerão?

Não queremos que este homem entre no Brasil.

Dicas de ação: abaixo assinado direcionado à Polícia Federal + e-mails para a Polícia Federal denuncia.ddh@dpf.gov.br e para a Secretaria de Política para Mulheres (Telefone: (61) 3313.7367 – 3313.7396
Delegacia de Imigração: delemig.srsp@dps.gov.br
E-mail: ouvidoria@spmulheres.gov.br

 

Use o Google para achar mais informações sobre o caso e depois assine a petição online no Avaaz.

 

Postado por André

Tendências do design de logos 2014

novembro 10th, 2014 André Fantin

O ano já está acabando, mas este não deixa de ser um post menos atual, ou pelo menos relevante. Trata-se de uma compilação de logos que ilustram a tendência do design de logos mais atual. É como um grande desfile de moda, cheio de conceitos, embora algumas realmente não sejam muito aconselhadas para se colocar nas ruas.

static.squarespace

Na hora de se criar um logotipo, a primeira coisa a se ter em mente é como comunicar da maneira mais sucinta e clara possível, e também, se o logo está alinhado com a forma como o mundo se comunica hoje. O website LogoLounge publicou um report onde mais de 212.000 logos foram analisados e divididos em 15 diferentes categorias.

Esse report é útil para entender o que é visto atualmente em termos de design de logos. É importante deixar claro, porém, que essa categorizarão demonstra tendências, mas não é necessariamente um guia do que deve ser feito. Confira abaixo as categorias encontradas no report:

 

logotrends_01_monocrest

Mono crest

Essa categoria baseia-se no uso de linhas simples com a mesma grossura e a combinação de uso de tipografia e ilustração, onde pode ser visto uma combinação uniforme de ícone e nome.

logotrends_02_letterstacks

Letterstacks

O principal conceito dessa composição é combinar os números totais de letras, e empilhá-las harmonicamente. Trata-se uma ótima solução quando o logo possui um nome muito longo.

logotrends_03_handtype

Handtype

Contra a mecanizacão do design e a inundação de tipografias digitais, o modelo de tipos feitos à mão tem crescido cada vez mais. Ano passado houve uma certa explosão dessa categoria, que chegou a uma saturação um tanto quanto crítica. Mas pela originalidade que transmite, essa tendência ainda tem vida suficiente para continuar sendo vista por aí por bastante tempo.

static.squarespace

Dazzle

Há mais de dois séculos, quando Firman Didot desenhou essa fonte serifada, ela tornou-se automaticamente a maior assinatura de textos no pico da era literária. O que ele jamais imaginou é que um dos erros de sua tipografia fosse tornar tendência nos dias de hoje. Quando reproduzida digitalmente e reduzida, os traços da linha fina desaparecem, uma anomalia chamada de “dazzle”. O que antes era um erro, hoje é usada como padrão estético.

static.squarespace-1

Flat Facets

Outra tendência muito forte que se estabeleceu no último ano foi a de se criar objetos tridimensionais. Com cores gradientes ou transparências, essas marcas certamente definem volume e, ao mesmo tempo, permitem que diferentes faces dimensionais tornem-se planas.

static.squarespace-2

Geo Wires

Usando uma solução de “wireframes”, estes logos transmitem um nível de precisão, por serem geometricamente simétricos, ou assemelhando-se a algum elemento de forma estranha ou com um simbolismo profundo. É geralmente associado a conceitos científicos, sendo muito usado para clientes que têm como disciplina a matemática, arquitetura, química ou empreendimentos na área digital.

static.squarespace-3

Trans Menagerie

Transparências, planos e símbolos de animais, são a base dessa tendência. Estas marcas são criadas a partir de formas geométricas e executadas com simplicidade, mesclando blocos de cores através de transparências e sobreposições.

static.squarespace-4

Waves

O símbolo do Wi-Fi, tão conhecido mundialmente, tem sofrido com a erosão da marca registrada, e tornou-se sinônimo de categoria. Clientes sabem que quando vêem essas “ondas” (waves) por aí, é sinônimo de civilização no ar. E hoje, este ícone não está presente somente em “devices” digitais, mas também em conceitos simples de conexões, e até mesmo em analógicos.

static.squarespace-5

Hexagons

As abelhas já sabiam antes de nós que o hexágono é um bloco de construção universal. Com isso em mente, os designers têm se apropriado cada vez mais dessa forma, cada um com sua visão individual, explorando-a como escudos ou cubos.

static.squarespace-6

Geography

Aplicar uma silhueta de sua terra natal em um logo, convenhamos que não é nada novo. Mas encontrar uma forma de incorporá-la a um contexto, tem se mostrado bastante em ascensão. Nem toda tentativa é bem-sucedida, mas transformar o Brasil em um colarinho espumoso de cerveja, ou a África em manchas de um leopardo, e que fique bom, a gente sabe que não é tarefa fácil.static.squarespace-7

Pompons

Exemplos dessa tendência são encontradas com soluções em 2D, bem como em tentativas de criar ilusões 3D, onde marcas seguem uma série de linhas, coloridas ou não, através de um ponto central.

static.squarespace-8

Knit

A essência da tecelagem é a capacidade de transformar fios delicados em uma superfície complexa e resistente. Essa mesma idéia permeia essa tendência, que mostra toda a delicadeza e complexidade envolvida na criação de uma identidade “feita a mão”.

static.squarespace-9

States

Esta é uma homenagem à simplicidade, mantendo uma só cor, sem gradientes. Uma forma simples, porém simbólica. Texto curto e direto ao ponto. A tendência chama-se Estados (States) por remeter a uma borda geométrica simples com o nome da entidade sultimente colocado em cima.

static.squarespace-10

Links

Bem–vindo a uma variedade de soluções que podem ser criadas com linhas retas e meia- circunferência. Essa tendência prova que elementos simples podem se transformar em múltiplas linguagens quando trabalhados de maneira flexível. Uma linguagem amigável e de fácil entendimento que causa identificação instantânea.

static.squarespace-11

Motion Lines

Com a influência da linguagem digital, ícones para apps e outras interfaces, os motions logos ou “logos em movimento” já se tornaram um clássico. A linguagem gráfica mais simples e mais direta. Se algo toca, é só incluir algumas linhas laterais simbolizando vibração. Se algo é ligado, inclui-se linhas de irradiação.

 

Postado por André via Shutterstock