Até que ponto pode ir o egocentrismo humano? É com esta pergunta em mente que o fotografo Olivier Ramonteu, resolveu criar um ensaio fotográfico abstrato mostrando até que ponto o ego humano pode ir.

21d29d02c943bfa82019a4d2407305f8-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

Segundo palavras do próprio artista ” “Alter ego” foi durante muito tempo em gestação no oco dos meus sonhos obscuros. Durante vários anos, eu tinha investigado o tema da dupla na literatura (suas origens mitológicas, bem como suas expressões mais recentes). Por exemplo, o dobro por Dostoievski, William Wilson por Edgard Poe ou Narciso e Goldmund por Hermann Hesse foram para mim fontes de prazer-e objetos de estudo. É por isso que os seres que aqui represento, nestas fotografias, parece ao mesmo tempo, tão fascinante e tão perturbador. Eles parecem flutuar, vaporosa, em um universo embebido com uma atmosfera de fantasia e estranheza. Nós senti-los tão perto. E, no entanto, é como se eles nos escapou incessantemente. Assim como em um sonho perturbador.Além disso, eu queria empurrar a divisão mais longe e incluir o ato fotográfico em si neste processo. Assim, as técnicas fotográficas que eu usei, por si só, tinha uma espécie de duplicação da realidade. Por exemplo, a duplicação, exposições múltiplas, uso de ambas as técnicas analógicas e digitais. Eu também explorou simetria visual (e assimetria) para atingir uma confusão definitiva dos sentidos. Nestas fotografias, quero tecer o antigo com o moderno, os seres com sua imagem. Para dobrar o assunto, o dobro dos gêneros. A questionar a noção de identidade, confrontando-o com a sua cópia. Para mover mais perto de nossa humanidade. Para me levar para longe da realidade. Para criar a estranheza. Para torná-lo real. Eu quero confundir a questão, para preencher com a fumaça do território de identidade, o que consideramos tranquilizadora, na esperança de ajudar a sua fronteira muito mais sombrio.”

629b7d56ea564f4d8118497a79fc9ea8-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

E é de se perturbar mesmo. Todo o ensaio fotográfico trás em xeque todas as idiossincrasias que muita das vezes nós seres humanos não enxergamos, ou pelo dia-a-dia corrido ou pela nossa própria cegueira não consciente. Abaixo temos outras fotografias do ensaio fotográfico.

5346b3cd42ef780fb5e430aba4458a83-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

79353ec68e5be883c99e3d00a4a91c06-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

aeac01786c3ba88ddf1b63570311f5ff-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

b2c58f5053d7a0624c4f598d8ff07f76-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

c2298503684003b1d233dfdd59d34bbe-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

d2fb61c85e5795c7c5baa8b16c6e4122-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

ee69424e743b6de6d980b17f393dd36f-large

Fotografia de Olivier Ramonteu.

Written By

Ivã Habib Ferreira

Escritor, poeta, dramaturgo, jornalista, roteirista e multiartista brasileiro. O mesmo também gerencia a página do facebook " Tribo do Habib ".